Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

Como ja dito em outros artigos, a condromalacia é uma condropatia comum na população, principalmente entre mulheres e está intimamente ligada a distúrbios biomecânicos do aparelho locomotor, principalmente ao chamado “valgo dinâmico”.

Seu tratamento envolve o alívio de sintomas, a modificação da evolução da doença cartilaginosa e o fortalecimento muscular.

Fortalecer a musculatura, tanto na condromalacia, quanto em condropatias avançadas como a artrose envolve um bom planejamento, controle absoluto da doença cartilaginosa, treinamento de equipe, bom senso e respeito à individualidade de cada paciente.

Apesar do avanço tecnológico e da difusão em massa de informações pela internet, ainda existe muito erro quando se prescreve exercícios para a condromalacia. Infelizmente, ainda é comum um paciente receber uma receita no consultório médico dizendo “paciente com condromalacia. Favor fortalecer”. Ou então, com a prescrição dos exercícios. Estatisticamente, esta atitude leva a erros e frustração do paciente que perambula entre consultórios médicos com uma pilha de exames de imagem embaixo do braço e pouca esperança no coração.

A pedra angular da prescrição de exercícios para a condromalacia envolve conceitos atuais de hipertrofia muscular como a fadiga concêntrica máxima com o mínimo de agressão articular.

Frente a isso, seguem os 5 principais erros ainda cometidos na prescrição de exercícios para a condromalácia:

1. Iniciar o fortalecimento sem o diagnóstico correto para a condromalacia.

Infelizmente, é MUITO comum erros diagnósticos da condromalacia. Lembrando que a descrição de uma condropatia em exames de imagem, como a ressonância, pode estar ligado ao envelhecimento da cartilagem do individuo e não estar necessariamente ligado ao sintoma de dor. O exame físico é soberano!!

2. Não respeitar o algoritmo de reabilitação e retorno ao esporte.

A sequencia lógica de uma reabilitação envolve o diagnóstico da doença cartilaginosa, controle de sintomas muitas vezes com recursos como a viscossuplementação, fisioterapia visando a ativação muscular e correção de fatores biomecânicos individuais, controle de peso e transição ao esporte, onde a prescrição dos exercícios envolve o medico, o fisioterapeuta e o profissional de educação física.

Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

3. Tentar executar os exercícios sozinho(a)

Qualquer treinamento, de qualquer modalidade sem a supervisão de um profissional da educação física qualificado está ligado a recidiva de sintomas. Por isso, é muito importante que o treinador esteja ciente que tenha plena comunicação com equipe para que erros não ocorram.

Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

4. Não respeitar fatores individuais

A prescrição de exercícios para condromalacia envolve fatores individuais como gênero, idade, treinamentos prévios, memória muscular, biotipo, grau da condropatia (dor, limitação de movimento, inibição muscular, presença ou não de inchaço) e, finalmente, o esporte em que se deseja retornar. Para o mesmo grau de condropatia, não se pode prescrever o mesmo treino para uma pessoa que sempre treinou e deseja retornar para a corrida de rua e tem o peso controlado, por exemplo e outra que nunca treinou e deseja apenas realizar exercícios para ganho de qualidade de vida.

Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

5. Não haver comunicação entre os profissionais da saúde

Muito importante que o canal de comunicação esteja sempre estabelecido de maneira horizontal entre os profissionais da saúde para que, se o paciente voltar a ter qualquer sintoma que haja muito bom senso na conduta. Muitas vezes, voltar para fisioterapia por 15 dias para, depois voltar para academia, é a melhor solução.

6. Pensar que aumentar o peso está ligado a mais resultados

O conceito antigo de que quanto mais peso se consegue levantar, mais forte é a pessoa, tornou-se ultrapassado. Hoje em dia, o conceito de fadiga concêntrica máxima tem se tornado um aliado no ganho de força em portadores de condropatias. Técnicas de treinamento que envolvem pouco peso e muitas repetições como a bi ou tri-séries, rest pause, GVT, relação concentricidade/ excentricidade, dentre outros, tem sido aliado ao sucesso no seu tratamento recidiva de sintomas.

7. Pensar que só a musculação é suficiente

Outras atividades com impacto sobre a função muscular como o pilates, ioga e treinamento aeróbio com com baixo impacto articular também devem estar na periodização dos exercícios.

Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

8. Iniciar o fortalecimento com dor e/ou inchaço no joelho

Tanta dor quanto o inchaço é responsável pela inibição da ação muscular. Treinar com esses sintomas, geralmente leva a maus resultados e a recidiva da doença. Em outras palavras: treinar com o joelho inchado ou doendo pode, na verdade, levar a atrofia e não fortalecimento muscular.

Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

9. Não periodizar corretamente o treinamento

Todo o treinamento, de qualquer modalidade envolve a sobrecarga física seguida de recuperação. O resultado disso é o que chamamos em medicina esportiva de super compensação. Uma boa prescrição dos exercícios de fortalecimento para a condromalacia leva ao alívio de sintomas, mais força, disposição e ganho de qualidade de vida. Entretanto, é muito comum que o intervalo entre o treino e o descanso não sejam respeitados, muitas vezes na ansiedade de se ganhar músculo mais rápido, levando ao overtrainning, com recidiva de sintomas. Por incrível que pareça, um bom treinamento de pernas uma única vez por semana, pode estar atrelado a melhores resultados do que de duas a três vezes por semana. Metodologia é tudo!

Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

10. Seguir “receitas de bolo”de redes sociais

Com o crescimento das redes sociais, é muito comum ver alguns blogueiros divulgando seu treinamento com corpos esculturais. Infelizmente, muita gente acaba querendo copiar o treino, desrespeitando fatores individuais e ignorando a presença de um profissional de educação física qualificado. Isso, invariavelmente, leva a maus resultados com agravo da lesão pré-existente ou o início de outras lesões mais graves. O treinamento tem que ser sempre individualizado!!

 

Quer saber mais sobre Condromalácia Patelar?

 

  • Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

    Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros

    Como ja dito em outros artigos, a condromalacia é uma condropatia comum na população, principalmente…

  • Prescrição de exercícios da condromalácia: Os cinco principais erros

    Prescrição de exercícios da condromalácia: Os cinco principais erros

    Sem duvidas, o tratamento e inserção no esporte de pessoas que se tratam de condromalácia ou condrop…

 

Acesse nosso Canal no Youtube e Inscreva-se:

 

O post Exercícios para condromalacia: os 10 principais erros apareceu primeiro em Especialista do Joelho | Dr. Adriano Leonardi.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *